domingo, 5 de dezembro de 2010

Itália: cidades do bem viver (Globo Repórter - 03/12/2010)

O Globo Repórter da última sexta-feira, 3 de dezembro, apresentou uma reportagem sobre a Itália. O tema principal tratou de um novo ritmo de vida muito em voga ultimamente, mais lento e saudável, e a importância da preservação da cultura e dos produtos locais.






8 comentários:

  1. Oi Juliana,
    Eu vi, inclusive fiz um post ontem sobre isso...e estou daqui apaixonada, cada vez mais, pela Itália...queria muito, um dia, poder morar aí, numa cidadezinha dessas...aí sim seria feliz de verdade...beijos,

    ResponderExcluir
  2. Ju
    Não vi a reportagem mas vc salvou esta perda.
    Muito legal estas cidades e seu modo de viver. Conhecemos uma das cidades de Cinque Terre e valeu a viagem feita de Milão até lá.
    Belíssimo registro
    Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Eu vi Ju! Deve ser maravilhoso viver ai. Muito interessante escrever sobre a Itália. Bjos

    ResponderExcluir
  4. Olá Juliana, adorei a reportagem. A Itália é um país belíssimo!!! Vou mostrar o vídeo para o meu marido.Vamos novamente á Itália no ano que vem!! Beijos e obrigada pelo ótimo post!

    ResponderExcluir
  5. @Glorinha: eu também fiquei encantada com aquelas cidades. Cada lugar lindo! Pena que aqui onde moro não seja assim.

    @Celia: Obrigada! Eu preciso conhecer as Cinque Terre!

    @Maíra: tem muitos lugares daqui que se parecem com Brasópolis!

    @Angela: eu quem agradeço a sua visita! A Alemanha também é um belo país, muito bem organizada, pelo menos é assim que me dizem e pelo que vejo em fotos. Pena que o clima daí é mais frio.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Juliana...Sou Angela
    Conheci seu blog hoje, por acaso. Assisti a essa reportagem e me encantei com o jeitinho tranquilo dessas cidades. Moro em Brusque/SC e nossa filha vai fazer 2 anos em julho. Tenho pensado muito no estilo de vida e valores que quero pra ela...aqui é tão corrido, sem muito convivio com os outros por falta de tempo, tanto consumismo (Cidade Rica, da Confecção a Pronta Entrega)...Ufff...só de pensar me angustio. Estamos pensando seriamente em planejar o futuro dela fora daqui-com mais qualidade de vida. Você que mora na Italia há um tempo, tem alguma sugestão/ luz pra nos dar? Como programar uma vida fora do país - mesmo a longo prazo? Obrigada e um abraço, Ju.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Angela

    Primeiramente, muito obrigada por sua visita.

    Assisti duas vezes o documentário do Globo Repórter e me encantei em dobro (e olha que moro aqui). É tudo tão perfeito e bonito que dá vontade de fazer as malas e ir morar em uma daquelas cidades. Mas a gente se esquece da realidade.

    Não que eu faça uma propaganda negativa da Itália. Realmente o estilo de vida daqui é diferente do Brasil, principalmente em pequenos centros urbanos (o engraçado é que os italianos acham que é no Brasil que temos um estilo de vida tranquilo) e mesmo em cidades pequenas, no norte da Itália pelo menos, não podemos reclamar dos serviços de transportes e das estradas. O consumismo existe aqui também, os problemas das grandes cidades, como poluição e desorganização, também é um mal (embora em menor proporção que no Brasil) e a falta de emprego tem assolado o país e motivado muitos jovens a emigrarem para outros países economicamente mais avantajados.

    Sempre morei na Lombardia, norte da Itália, e aqui as coisas não são como o que mostrou a reportagem do Globo Repórter. Não tenho muita experiência no assunto porque não planejei de vir para cá e também cheguei sozinha, sem família. Mas se pudesse aconselhar algum lugar para morar aqui, indicaria a Toscana ou Emilia-Romagna.

    Se eu tivesse que mudar do Brasil para cá com minha família, teria que ser bem organizado, tudo muito bem planejado e com bons recursos financeiros como garantia se algo não saísse como se esperava.

    Desejo boa sorte para vocês!

    Um abraço

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita e comentário!

Mensagens ofensivas ou spam serão eliminados.

Se você tem alguma dúvida urgente, peço desculpas se não respondê-la logo. Verifique nos comentários, pois há muitos casos semelhantes que podem ser os mesmos que o seu!

Com a maternidade, o tempo se tornou muito precioso e tenho me ocupado quase completamente dos cuidados e da educação de minha filha.

Agradeço a sua compreensão!